Google+ Followers

terça-feira, 18 de novembro de 2014

Simples Transmissor de FM


 Simples Transmissor de FM
O transmissor tem alcance de 50 metros quando alimentado com 6v, e seu sinal pode ser sintonizado em qualquer rádio FM. A antena é telescopia ou um pedaço de fio de 10 a 30 cm. A bobina L1 e formada por 4 espiras de fio 26 ou 28 em forma de 1 cm sem núcleo. O trimmer CV pode ser de qualquer tipo com capacitância máxima de 20 a 30 pF.
Os capacitores são todos cerâmicos, o transistor indicado e o 2N2222 ou a inda o 2N2218 para maior potência com alimentação de 9V ou qualquer que opere na frequência de 50 a 150 MHz.
Lista de material
Q1 BF494 ou equivalente
L1 ver texto
R1 e R2 10k
R3 4k7
R4 47R
C1 100nf
C2 C4 10nf
C3 4,7pf

Tabela de Fios Esmaltados



domingo, 9 de novembro de 2014

Relação entre medidas circulares e angulares


Relação entre medidas circulares e angulares
Em projetos que envolvem ângulos de fases ou rotação de peças móveis (Mecatrônica) é importante saber converter ângulos expressos em graus para radianos. A tabela e as relações a seguir, são úteis.
Dados: 360 graus = 2 π radianos
1 radioano = 57,2958 graus
Graus
Radianos
Radianos
0
0
0
15
π/12
0,26
30
π/6
0,52
45
π/4
0,79
60
π/3
1,05
75
5 π/12
1,31
90
π/2
1,57
120
2 π/3
2,10
150
5 π/6
2,62
180
π
3,14
270
3 π/2
4,71
360
2 π
6,28


Ponte H Mista


Ponte H Mista
A ponte H da figura1 controla motores de até 2ª com tesão de alimentação de 5 a 18V. os sinais nas entradas IN1 e IN2 determinam o sentido de rotação do motor e não podem ser ligadas ao mesmo tempo.
Lista de material
Q1,Q2 IRF240
Q3,Q4 TIP31
R1 a R4 1K

O IRF240


O IRF240
O IRF240 e um transistor Mosfets de potência de canal N;
Características:
Componente
Vds
Rds(on)
Ip
IRF240/640
200 V
0,18
18 A
IRF241/641
150 V
0,18
18 A
IRF242/642
200 V
0,22
16 A
IRF243/643
150 V
0,22
16 A
Dissipação máxima 125W e corrente máxima de gate (pulsando) 1,5A

Dimmer


Dimmer
O dimmer ou controle de potência para cargas de corrente alternada, pode ser utilizado com carga de até 1 A se os diodos da ponte forem o 1N4007. Para corrente maiores utilize os 1N5404 para 110V e 1n5407 para 220V, o SCR usado pode controlar até 3 A. observando que este circuito está ligado diretamente à rede elétrica, portanto cuido com choque elétricos!
Lista de material:
SCR TIC106B ou D conforme a rede elétrica
D1 a D4 1n4007 para corrente até 2A para corrente maiores utilizar o 1N5404/5407
1 Lâmpada néon
1 potenciômetro 100K
1 resistor de 10k
1 resistor de 47k
1 capacitor cerâmico de 150nf por 100V ou mais.


4N25


4N25
Um componente bastante utilizado para isolar circuito como, o primário do secundário de uma fonte de alimentação, a saída e entrada de dados de um PC. O 4N25 e um acoplador óptico com saída empregando foto transistor, suas características são:
Tensão direta no LED (Vf) 2,0 V (máx.)
Corrente continua direta no LED 60 mA(máx.)
Tensão máxima coletor-emissor no fototransistor (Vceo)30V(máx.)
Corrente máxima de coletor do fototransistor (Ic) 150mA
Tensão máxima de isolação 7500V
Corrente emissor coletor de (no escuro) 4N25/26/27 50nA 4N28 100nA

Caracteristica do Tic106


sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Tocando uma melodia “Brilha, brilha, estrelinha...”


O que você vai precisar
01 Arduino Mega
01 placa protoboard
01 piezo elemento
int speakerPin = 9;
int length = 15; // define o número de notas
char notes[] = "ccggaagffeeddc "; // o espaço representa uma pausa
int beats[] = { 1, 1, 1, 1, 1, 1, 2, 1, 1, 1, 1, 1,1, 2, 4 }; // define o tempo das notas
int tempo = 300;
void playTone (int tone, int duration)
{
for (long i = 0; i < duration * 1000; i += tone * 2)
{
digitalWrite (speakerPin, HIGH);
delayMicroseconds (tone);
digitalWrite (speakerPin, LOW);
delayMicroseconds (tone);
}
}
void playNote (char note, int duration)
{
char names[] = { 'c', 'd', 'e', 'f', 'g', 'a', 'b','C' };
int tones[] = { 1915, 1700, 1519, 1432, 1275, 1136,1014, 956 };// toca o som correspondente à nota
for (int i = 0; i < 8; i++)
{
if (names[i] == note)
{
playTone (tones[i], duration);
}
}
}
void setup()
{
pinMode (speakerPin, OUTPUT);
}
void loop()
{
for (int i = 0; i < length; i++)
{
if (notes[i] == ' ')
{
delay(beats[i] * tempo); // pausa
}
else
{
playNote (notes[i], beats[i] * tempo);
}
delay (tempo / 2); // pausa entre as notas
}
}

Um LED pulsante

Neste projeto, o brilho de um LED irá variar de acordo com uma onda senoidal, a partir do controle de uma porta de saída de pulso modulado (PWM).
O que você vai precisar
01 Arduino Mega
01 placa protoboard
01 LED
01 resistor de 220 Ω
02 cabos jumpers
int ledPin = 11;
float sinVal;
int ledVal;
void setup()
{
pinMode (ledPin, OUTPUT);
23
}
void loop()
{
for (int x=0; x<180; x++)
{
sinVal = (sin(x*(3.1415/180))); // converte graus a radianos e obtém o valor do seno
ledVal = int(sinVal*255);
analogWrite (ledPin, ledVal); // define a saída PWM
delay(25);
}
}


Leitura de um sinal digital no Arduino


Leitura de um sinal digital no Arduino
Neste projeto, você deve construir um circuito que possibilite a leitura do estado de um interruptor (ligado ou desligado), enviando-o através de uma comunicação serial ao computador. A comunicação serial no computador é vista em uma tela à parte, que pode ser acessada pelo atalho Ctrl+Shift+M (Serial monitor).
O que você vai precisar:
01 placa Arduino Mega
03 cabos jumpers
01 interruptor
01 resistor 220 Ω
void setup()
{
Serial.begin (9600); // inicia a comunicação serial
pinMode (2, INPUT); // define o pino
}
void loop()
{
int sensorValue = digitalRead(2); // define variável
Serial.println (sensorValue, DEC); // envia valor para o serial monitor
delay (1000);

Explorando a programação
A linha Serial.begin (9600);inicia a leitura serial, a 9600 bauds.
A linha Serial.println (sensorValue, DEC);envia o valor da leitura do sensor para o monitor serial e salta linha ao final. Para que as entradas fossem publicadas em uma mesma linha, deve-se utilizar o comando Serial.print em vez de Serial.println.
Neste projeto, o monitor serial deverá exibir 0 quando o sensor estiver solto e 1, quando estiver pressionado.
Alterando o código
1 – Adicione um LED à porta 2 do Arduino Mega e altere o código para que o LED acenda quando o botão do interruptor for pressionado.
2 – Observe o seguinte código:
char nome[] = "ARDUINO";
void setup()
{
Serial.begin (9600);
}
void loop()
{
for (int x=0; x < 8; x++)
{
Serial.print (nome[x]);
delay (500);
}
}
observe a diferença entre os comandos Serial.printe Serial.println


LED Piscante


LED Piscante
Neste projeto, você aprenderá a criar um circuito simples usando um LED e um resistor e o fará piscar.
O que você vai precisar:
01 placa Arduino
02 cabos jumpers
01 resistor 220 Ω
01 LED

int ledPin = 10; // define a porta em que o LED está conectado
void setup()
{
pinMode (ledPin, OUTPUT); // define o LED como atuador
}
//essa parte da programação faz com que ela se repita
void loop()
{
digitalWrite (ledPin, HIGH); // liga o LED
delay (1000); // espera por 1000 milisegundos
digitalWrite (ledPin, LOW); // desliga o LED
delay (1000); // espera por 1000 milisegundos
}

Interface com TRIAC


Este circuito simples possibilita o controle de cargas de alta potência ligadas à rede elétrica a partir dos sinais da porta paralela de um computador. O elemento que possibilita este acionamento e o velho conhecido 4N25, deixando assim o resto do circuito isolado do restante.
O triac deve ser de acordo com a tensão máxima de trabalho, utilizando o sufixo B para tensão 110V e sufixo D para 220V.
Lista de material
1 triac TIC226 de acordo com a rede local
1 CI 4N25
1 resistor 330R
1 resistor 180R


quarta-feira, 18 de junho de 2014

Controle de motor de passo



Controle de motor de passo
Aplicando-se os níveis lógicos em sequência, podemos fazer com que o motor gire em um sentindo ou noutro. A velocidade de rotação do motor dependerá da frequência dos sinais aplicados à entrada.
O circuito serve para motores, de até 12V de tensão de alimentação com corrente máxima de 1A. a entrada é compatível com a lógica TTL e CMOS, podendo até ser utilizada na porta paralela do PC para gerar esses sinais. No entanto, o terra desse circuito deve ser comum ao circuito de controle. O motor é do tipo 4 fases, os transistores de potência deverão ser montados com um dissipador de calor.


Lista de material:
4 transistores TIP 31
4 resistores de 1K

Como dar um suspiro em pilhas bastão



Como dar um suspiro em pilhas bastão
Quantas vezes a pilha do relógio ou da calculadora ou de outros aparelhos deixam de funcionar nas horas em que você não tem como fazer a substituição ai é que entra este pequeno aparelho que dará uns dias de vida para a pilha até que seja possível a compra de uma outra pilha.
O capacitor de 1000uf pode ter qualquer tensão de trabalho entre 3 a 25V e os resistores são todos de 1/8W. o procedimento para a “reativação” é simples: damos toques com as pontas de prova ou mesmo com fios na pilha bastão (quando for encostada as pontas nos terminais da pilha irá produzir uma faísca de descarga do capacitor), observando a polaridade.
Com uma dezena de mais de toques já teremos uma reativação da pilha, possibilitando a sua troca em um ou dois dias depois.
Lista de material:
Uma fonte de energia de 3V
1 resistor de 1K
1 capacitor eletrolítico de 1000uf